Transferência Externa
Campanha março cursos de extensão
Reestruturação Societária
Mestrado
Pós Presencial
ENEM Presencial
Campanha março cursos de extensão
Direito de família e sucessões
1
Graduação em Direito
5
4

Blog EPD

4 tendências para as relações de trabalho pós-pandemia

4 tendências para as relações de trabalho pós-pandemia.

A pandemia mudou as relações profissionais de uma maneira que ainda está sendo assimilada pela maioria das pessoas e empresas. Houve ações emergenciais que já não fazem mais sentido e vêm sendo descartadas, mas também existem cenários que, definitivamente, vieram para ficar.

Veja a seguir 4 mudanças no ambiente de trabalho, algumas bastante evidentes e outras que ainda carregam o “rótulo” de tendência. 

Home Office

Com a diminuição de casos e das taxas de contágio do vírus, grandes empresas já se mobilizam para voltar ao dia a dia presencial. Essas companhias, porém, consideram que ao retomada envolva certa flexibilidade na agenda dos funcionários, deixando com que eles trabalhem de casa em parte do tempo. A medida é avaliada pelo fato de que donos, gerentes e CEOs perceberam que podem, dessa forma, economizar com a operação e ainda alcançar melhores índices de produtividade. 

Há ainda o caso de médias e pequenas empresas que levam em conta estabelecer 100% do regime remoto, já que, como dito acima, comprovaram que a “migração” do escritório para as relações online não trouxe prejuízos, mas, pelo contrário, os benefícios citados.

Tecnologia

O avanço tecnológico pode ser sempre apontado como uma tendência nas relações de trabalho, em qualquer área do mercado. O pós-pandemia, no entanto, muito pela massiva adoção do home office, tende a acelerar os processos de desenvolvimento do setor, principalmente no âmbito da internet. O escritório remoto requer mais ferramentas para comunicação e otimização nas produções do trabalho e, com isso, mais aplicativos e funcionalidades já estão surgindo para atender a essa demanda.

Protocolo institucional

Apesar da vacina e de outras medidas fundamentais, ao que parece — ainda há muito o que se entender sobre o assunto —, o vírus veio para ficar. Por isso, empresas e escritórios que optarem pela volta ao presencial, mesmo que parcial, terão (já o vem fazendo) que se adaptar a uma série de ações dentro de um protocolo voltado ao combate à transmissão. Além dos já habituais álcool em gel e máscaras, é provável que novas medidas apareçam na cartilha institucional. 

Mais oportunidades

Os quase dois anos de pandemia até aqui foram de recessão, retração do PIB (Produto Interno Bruto), demissões e um cenário de desesperança para o setor de empregos no Brasil e em grande parte do mundo. Uma vez que o vírus seja controlado de fato, a tendência é que a Economia volte a crescer e, mesmo que ainda fique longe dos números pré-pandemia, ofereça mais vagas de trabalho e oportunidades tanto no remoto (olha ele aí mais uma vez) como em serviços presenciais.

E você: já está passando por alguma mudança em seu ambiente de trabalho? Compartilhe conosco nos comentários e continue acompanhando o Blog EPD diariamente.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram