Transferência Externa
Campanha março cursos de extensão
Reestruturação Societária
Mestrado
Pós Presencial
ENEM Presencial
Campanha março cursos de extensão
Direito de família e sucessões
1
Graduação em Direito
5
4

Blog EPD

Como se tornar Procurador da República

como-se-tornar-um-procurador-da-republica

O cargo de Procurador da República está entre os mais procurados por aqueles que querem seguir a carreira pública como concursados. Muitas pessoas, porém, ainda têm dúvidas de qual é o caminho para se chegar ao Ministério Público, um dos órgãos mais vitais na defesa dos interesses do cidadão e da democracia.

O Ministério Público
O Ministério Público é conduzido diariamente por Procuradores da República concursados que, após aprovados, se dividem em uma série de atribuições.

Como instituição, o MP é independente dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) e tem como principal missão defender os interesses e os direitos da sociedade civil, seja de um cidadão único ou do coletivo.

Como um dos grandes defensores da Constituição Federal, o órgão é dividido em Ministério Público da União e Ministério Público Estadual.

Há ainda a Procuradoria-Geral da República, sede física do MPF que é comandada pelo Procurador-Geral da República, “chefe” do restante dos procuradores. O cargo é ocupado em mandatos de dois anos por jurista indicado pelo presidente da República e, posteriormente, sabatinado pelo Senado Federal.

Para saber mais detalhes, vale a pena conferir aqui o texto da EPD sobre o assunto.

Como se tornar Procurador da República

Como já mencionado, são os procuradores quem comandam o Ministério Público em todos os âmbitos, e a carreira é atraente por diversos motivos. Além da estabilidade de trabalhar como concursado, o profissional também tem um salário entre os mais altos — beira os R$30 mil atualmente — e uma série de benefícios e direitos.

As provas do concurso não têm data fixa e são promovidas de acordo com interesses e abertura de vagas. Quando ocorrem, elas são divididas em três partes: 1) Prova Objetiva; 2) Prova Dissertativa; 3) Prova Oral. Há também uma fase intermediária de análises sociais e exames psicotécnicos.

Nas questões, a prova aborda as principais áreas do Direito ligadas à atuação do Ministério Público, entre elas, por exemplo: Direito Eleitoral, Direito Constitucional, Direito Penal, Direito Ambiental, Direitos Humanos.

Para se inscrever no concurso, o candidato precisa preencher alguns pré-requisitos importantes de carreira: 

-Ter nacionalidade brasileira;

-Possuir diploma de bacharel em Direito;

-Ter sido aprovado no Exame da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil);

-Ter experiência profissional jurídica de pelo menos três anos;

-Estar em dia com as obrigações eleitorais e em conformidade com a Justiça Eleitoral;

-Estar no gozo dos Direitos Políticos;

-Estar quite com o serviço militar (homens);

-Não ter registros de antecedentes criminais.

A preparação para a prova do MPF
A concorrência é alta e qualificada quando o assunto é o concurso para um cargo no Ministério Público Federal e, por isso, é fácil entender por que a “corrida” pelas vagas exige bastante dos candidatos não só durante as fases da prova, mas também na preparação prévia para ela.

O aspirante a Procurador precisa ter estudos aprofundados em todos os temas tratados no concurso, mas, ainda mais importante, entender os caminhos corretos que levam à aprovação. São muitos os exemplos de pessoas que tentaram algumas vezes até que conseguissem, justamente por não saberem ao certo trilhar essa direção adequada.

Se você está de olho em uma carreira no MPF, a Escola Paulista de Direito oferece um curso completo de preparação para a prova que conta com o melhor corpo docente disponível hoje no país, composto por ex-membros do órgão e também da banca do concurso.

Conheça a Pós-Graduação online em Direito Público direcionado para o MPF e saia na frente ao se preparar, além de garantir um título de especialização, que por si só já conta como diferencial no concurso.

Continue seguindo o Blog e as redes sociais da EPD para ver mais conteúdos de assuntos ligados ao universo jurídico.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram