Blog EPD

Posso fazer um curso de pós em uma área diferente?

É muito comum que, após formados em uma determinada área, os profissionais despertem interesse em cursos de pós de outras áreas, gerando a famosa pergunta: sou graduado em uma área, posso fazer uma pós-graduação em uma área diferente?

A resposta é, na teoria, muito simples: sim, você pode. Porém, na prática, é preciso entender melhor alguns detalhes importantes.

Qualquer pessoa que possua um diploma de graduação, seja ele de bacharelado, licenciatura ou tecnólogo, pode se inscrever para fazer um curso de pós.

Muitos profissionais aproveitam os cursos de pós-graduação para expandirem seu leque de conhecimento e, até mesmo, mudar sua área profissional, focando em outras áreas do conhecimento que proporcionam, também, troca de experiências e ampliação do networking.

Isso tudo é garantido ao cursar qualquer curso de especialização, porém a grande questão é relacionada com a atuação.

Essa pergunta, por exemplo, é muito ouvida dentro da área do Direito: “Não sou formado em Direito, se eu fizer uma pós-graduação em Direito, posso atuar como advogado?”

A resposta nesse caso é, obviamente, não. Pois, nesse caso, para exercer as atividades de uma profissão de nível superior regulamentada por lei é preciso ser portador de diploma de graduação naquela área e registro no conselho regional daquela profissão. No caso dos advogados, além da formação superior, também é necessário ser aprovado no Exame da OAB. E para prestar o exame é preciso ter o diploma de graduação do curso de Direito.

E assim funciona com todos os tipos de profissões em que a atuação dependa do diploma da graduação ou do registro em conselhos.

Lembrando que a ausência de registro profissional no desempenho de atividades que a lei assim exige configura o exercício ilegal da profissão, como é o caso das áreas de medicina, odontologia e farmácia e uma contravenção penal, nas demais áreas.

Em resumo, cursar uma pós-graduação em outra área não necessariamente lhe possibilita mudar de profissão.

Então, por que realizar um curso de pós-graduação em outra área?

Curso de pós-graduação são essenciais para o crescimento profissional e, normalmente, são feitos por pessoas que buscam conhecimentos e habilidades em uma determinada área.

Então, por exemplo, se sua área de atuação exige conhecimentos de leis do setor imobiliário, seria muito interessante para sua formação um curso de pós-graduação em Direito Imobiliário, deixando o seu currículo profissional muito mais atraente, além de adquirir um conhecimento muito específico que não é oferecido em outros tipos de cursos.

Em se falando de cursos da área do Direito, podemos dar diferentes outros exemplos, como o curso de pós Direito Previdenciário e do Trabalho para gestão de pessoas.

Esse curso tem como público alvo, além dos advogados, os profissionais das áreas de recursos humanos. Isso porque essa é uma das áreas fora do Direito que mais lidam com temas relacionados a ele. Uma especialização como essa proporciona, para esses profissionais, uma visão privilegiada de temas com os quais lidam diariamente e com um enfoque muito diferente do que é o trazido dentro das graduações que formam profissionais dessa área.

Outro curso de pós que podemos citar é o de Direito Médico e Hospitalar, que também tem como público-alvo, além dos advogados, profissionais da área da saúde que possuem interesse ou já atuem em gestão e querem compreender melhor temas que não fazem parte de seus cursos de graduação, mas que colaboram de forma positiva na sua atuação profissional.

Os profissionais de Direito também se beneficiam de especializações em outras áreas que os ajudam nas suas atuações profissionais. É bastante comum, atualmente, profissionais do Direito buscando pós-graduação em negócios, administração e marketing, por exemplo.

Isso porque essas áreas são importantes no dia-a-dia de um escritório de advocacia e nenhum desses temas é trazido durante a graduação.

Cada dia é mais comum advogados fazendo MBA nessas áreas que citamos.

Portanto, cursar uma pós-graduação em uma área diferente certamente é muito interessante e agregador porque, como já dito, estes novos conhecimentos serão utilizados pelo profissional no exercício da profissão em que é habilitado, trazendo uma grande diferenciação no mercado profissional.

Vale lembrar também que algumas atividades não requerem habilitação profissional para o exercício, apenas qualificação e/ou capacitação, dependendo da capacidade e das experiências profissionais. E é nesses casos que muitos profissionais atuam em áreas diferentes de sua formação de graduação, tendo como base principal um curso de pós-graduação.

Podemos citar como exemplo os formados em administração que podem se especializar em finanças, marketing e atuar nessas áreas somente com seus cursos de pós e a experiência. E aqueles que, de qualquer área de formação que sejam, façam, por exemplo, uma pós em tecnologia, área que tem sido muito requerida no mercado e em que cursos de especialização, muitos estudos e horas de treinamento permitem uma boa atuação.

O importante é sempre entender qual é o objetivo profissional a ser alcançado ao buscar um curso de pós-graduação, seja ele na sua área de formação inicial ou não.

Como colocado, as vantagens de se especializar são muitas e o mercado de trabalho, cada vez mais exigente e competitivo, tem privilegiado profissionais com um currículo acadêmico tão bom quanto suas experiências profissionais.

Ao sair da graduação, trace um plano com objetivos de carreira de curto, médio e longo prazo para entender qual, como e quando uma especialização deve ser colocada nele.

Se quer saber quais são as opções de cursos de pós-graduação que a EPD oferece, acesse o site e continue acompanhando o blog e as redes sociais.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!