Transferência Externa
Campanha março cursos de extensão
Reestruturação Societária
Mestrado
Pós Presencial
ENEM Presencial
Campanha março cursos de extensão
Direito de família e sucessões
1
Graduação em Direito
5
4

Blog EPD

Perdeu o prazo? Dicas para lidar com o cliente

Com reuniões, audiências e compromissos fica difícil administrar todas as tarefas, por conta disso, acabamos esquecendo de algumas tarefas e perdendo alguns prazos. Segundo Thaiza Vitória, especialista em Coaching para advogados, o indicador mais comum de produtividade entre os advogados é a habilidade de cumprir prazos.

“Quando o cliente chega à presença do advogado, é muito fácil entregar “uma promessa de futuro melhor”, sendo simples discursar sobre o bom investimento em demandar ou consultar. Mas depois que ele vai embora, o que entra em cena é a verdadeira advocacia, o que eventualmente pode ser bem diferente das promessas proferidas no primeiro atendimento”, completa.

Pensando nisso, a especialista dá um conselho: “Tenha gordura, ou seja, se errar é humano, e perdoar é divino, o cliente pode não arcar com prejuízo causado por um erro do advogado. Mas existem mecanismos para minimizar os danos causados, tanto para o cliente, quanto para o profissional do Direito.”

Abaixo, Thaiza dá dicas para lidar com o cliente em casos de prazos perdidos. Confira:

Fale agora

Quando você cometer um erro, assuma-o perante seu cliente assim que identificá-lo. Se você não tiver a solução ainda, fale que está movendo toda sua estrutura para esse fim, mas não permita que ele te aborde sobre o erro, isso reduzirá suas opções de defesa e o mais importante, dificultará a implementação de nova solução ao caso.

Tenha preferência pelo presencial ou telefone, evite e-mails

A mente humana tem uma capacidade infinita de criar conceitos e cada cérebro tem suas fontes de referência para comparar aquilo que você diz. Portanto, lembre-se sempre: “A lógica é pessoal e relativa”. Se lembrar disso a cada e-mail que escrever, certamente terá mais cuidado com a interpretação que seu interlocutor poderá criar.

Ofereça detalhes técnicos

Dê os detalhes sobre o que aconteceu e não minimize as falhas. Mas também não seja dramático. Prenda-se aos fatos.

Lamente sinceramente

Seja sincero e explique como você lamenta o ocorrido e o quanto está disposto a eliminar o desconforto causado.

Restitua

Conclusão, você precisa consertar as coisas. Proponha uma solução e tenha certeza de que seu cliente a considere apropriada. Também esteja preparado para oferecer algum tipo de restituição.

Arranque da raiz

Depois que você resolver o problema, confirme que seu cliente está totalmente satisfeito com isso. Depois, tome medidas para garantir que esse erro não aconteça nunca mais.

Thaiza Vitória Coaching & Consulting

Consultora de Advogados. Atua com paixão na missão de ajudar advogados a construírem uma advocacia sustentável.

www.thaizavitoria.com

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram