Transferência Externa
Campanha março cursos de extensão
Reestruturação Societária
Mestrado
Pós Presencial
ENEM Presencial
Campanha março cursos de extensão
Direito de família e sucessões
1
Graduação em Direito
5
4

Blog EPD

Saiba tudo sobre a carreira de analista judiciário

analista-judiciario

Um dos cargos bastante concorridos no meio jurídico é o de analista judiciário e devido a isso vamos explicar com mais detalhes o que faz esse profissional e como conquistar essa vaga.

O que faz um analista judiciário?

Um analista judiciário é um servidor público que atua em funções de apoio nos tribunais, tanto estaduais quanto federais como: Tribunais de Justiça dos Estados, Justiça Federal, Justiça do Trabalho, Justiça Eleitoral.

A lei que rege o cargo é a Lei nº 11.416/2006, sendo a responsável pela determinação das especialidades, cargos e gratificações.

A lei também fala de outros cargos dos tribunais, como o técnico judiciário, que é um cargo de nível médio e o de auxiliar judiciário, um cargo de nível de ensino fundamental.

A atuação é feita na área jurídica, administrativa ou especializada dos tribunais e os cargos são divididos em diferentes áreas de atuação.

Para os analistas da área administrativa, a exigência é curso superior, porém de qualquer área. No caso das especialidades, é requerido o registro no conselho de classe como, por exemplo, de psicologia, contabilidade e outros.

No caso dos analistas que atuam na área judiciária, é requisito a formação em Direito e a aprovação no exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Isso porque suas funções são de suporte técnico-jurídico aos desembargadores e juízes.

Muito da busca dos candidatos por essas vagas tem relação com a alta remuneração. Dependendo do órgão, o salário inicial pode ser de R$8.000,00, com uma carga horária média de 6 a 8 horas diárias.

Como atuar neste cargo?

Como dito anteriormente, o analista é um servidor público e para isso é preciso prestar um concurso. Como já dito também, é uma carreira concorrida e, com isso, um concurso bastante disputado. Alguns concursos chegam a ter uma média de mais de mil candidatos por vaga. Porém, muitos são os tribunais em todo o país e, assim, também muitos são os concursos que oferecem esse tipo de cargo.

Por isso, se você se interessa por ele é importante saber que é preciso muito estudo e dedicação, assim como para qualquer cargo na área jurídica.

O formato desses processos seletivos para os cargos de analistas judiciários costuma ser de provas objetivas, divididas em conhecimentos gerais e específicos da especialidade, e de prova discursiva.

As provas objetivas, em sua maioria, são de múltipla escolha e a dissertativa em forma de redação, com tema relacionado à especialidade da vaga em questão.

Em alguns concursos também faz parte do processo a prova de capacidade física e inspeção médica. Por isso é muito importante ler o edital com atenção para saber exatamente tudo o que contempla o processo.

As principais disciplinas exigidas são:

·        Língua Portuguesa

·        Raciocínio Lógico-Matemático

·        Direito Administrativo

·        Direito Constitucional

·        Direito Penal

·        Noções de Direito das Pessoas com Deficiência

·        Informática

Se interessou pela carreira de analista judiciário? Agora é só buscar mais informações sobre os editais desses concursos, arregaçar as mangas, focar nos estudos e conquistar a sua vaga.

E se quer saber mais sobre outras carreiras jurídicas, estes artigos podem ajudar:

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram